sexta-feira, fevereiro 04, 2005

EB - Suspeitas

"Não sei se é por estar longe, se é o blog que está com problemas, mas eu não consigo escrever nele directamente.

Também não consegui abrir o famoso documento histórico, tal como o homem que o forneceu, que eu penso saber quem foi, já que em tempos mantive contactos e negociações com ele no sentido de me vender o documento, que procurei obter com a colaboração financeira do Institute of Precious Archeologystic Documents and Soyone and Soyone. Nem os 3 milhões de aérios o demoveram.
Agora estou desconfiado de uma coisa. Porque artes esse homem misterioso forneceu um tão precioso documento a um dos patrões do Ecos do Amial (E.A)?
Se foi por dinheiro, onde irão os patrões do E.A. arranjar tanto bago? Estas suspeitas são pretinentes, tanto mais que sabemos que um dos patrões do E.A. nunca trabalhou na vida (por acaso não é totalmente verdade). Outro estuda e outro ainda, o principal suspeito, é trabalhador por conta de outrém. Assim, e é aqui que queremos chegar, se não houve dinheiros financiados por entidades ou individuos exteriores ao Ecos do Amial, estaremos por certo face a um caso de grande paneleirada entre o fornecedor do "precioso" e um, ou mais que um, dos patrões do E.A..

Em pleno século XXI não me parece digno haver peneleiradas. Isso de liberdade sexual é coisa do século XX, dos anos 60, do mês de Maio, dos estudantes, da libertinagem, da luxúria e dos chicharros de haxixe. Sou adepto da moralidade dos anos pré-crash da Bolsa, em 1929.


Beijos


Pedro Galinhas"

7 comentários:

Mephysto disse...

Oublá, e se tu te fosses foder, palavreado desse vindo de um gajo que foi viver para o pais que tem mais rabetas por metro quadrado do mundo, não sei não... parece-me suspeito.
Se por acaso receberes por via postal um canário com o pescoço torcido, não te admires, e muda frequentemente de instalações porque faz bem á saúde.
Um grande abraço deste lado do atlântico (mas não o atravesses outra vez pela tua saúde).

Boudu disse...

Como é possivel alguem que sabe conjugar tão mal o adjectivo denegrir afirmar tão afincadamente neste belo local da net,à beira mar plantado, que um dos admin, por sinal seu familiar (dis putas de familia, quezilias devido a uma herança mal dividida ou talvez mesmo de beleza mal distribuida à nascença),como dizia eu, que um dos administradores deste blog nunca ter trabalhado!!!!!! tamanha afronta so se pode comparar ao denegrir desta cidade por parte do nosso presidente da camara aquando da sua disputa de status com o sr dono do FCP. Pois desde já posso informar vossa senhoria que a pessoa em causa, um ilustre senhor desta cidade do Amial, foi desde novo trabalhador do estabelecimento outra hora denominado por Gelataria, ou mesmo café do sr Zé ou ainda Café da dona Mila. Pois fique sabendo que este Senhor admin foi desde novo Gerente deste estabelecimento sendo provavelmente o primeiro a lá entrar logo pela aurora do dia e o ultimo a sair bem depois do acaso. Nunca ninguem foi tão dedicado a tão ardua tarefa de manter um estabelecimento em funcionamento assim como garantir, só pela sua presença, mais de uma centena de pacientes frequentadores que mesmo não havendo mesa permaneciam neste local nem que para isso tivessem que tomar o seu café no exterior sob um sol "abrazador", quase mortal, terrivelmente enlouquecedor. E desde já o lembro que isto não se passou durante um dia nem durante um mes ou mesmo ano. foram anos de dedicação que quase o levaram a perder a sua vida pessoal chegando a colocar em perigo a sua relação com alguns familiares mais proximos. Este ilustre companheiro navegou contra todos os ventos, defendeu com unhas e dentes o seu local de trabalho, viveu na penúria durante anos com não mais que 50 escudos diários no bolso e um maço de cegarros muitas vezes cravado(sem se importar com a vergonha de o fazer porque primeiro estava o seu local de trabalho). Um estilo de vida único a que muitos tentaramseguir. Eu diria mais. Bem no meio do largo deveria erguer-se uma estátua a ele e a todos os que faziam da vida uma obra de caridade para todos os estabelecimentos que sobreviveram aos anos 90 e a todas as dificuldades inerentes a esse periodo(proponho um prato gigante, feito de bronze e cheio daquela água de ferver galinhas, aquela que depois leva umas letrinhas e dá para formar palavras como "porco que estás ao sol e a beber caipirinhas enquanto aqui está frio" ou ainda "cabrão que deves estar de chinelos e calções na praia e nós aqui a trabalhar arduamente" ou ainda "Vadalhoco que nem suar sabias para pelo menos disfarçar um dia de trabalho sem alguma utilidade para o patrão").Uns fazem para ganhar a vida e ter luxos.Outros dedicam uma vida a proporcionar um momento melhor aos outros. Canja és um heroi mítico desta cidade, és um Aquiles a defrontar Heitor sem medo de partir o tendão de aquiles (se é que ainda tens algum), és Marco António nos braços de Cleopatra, Ulisses a atravessar o mar de sereias, és um paneleiro cheio de sorte, um samaritano em defesa dos direitos do homem. O direito a não ser obrigado a fazer o que não quer, o direito a amar livremente o que lhe apetece, o direito ao porte e uso indescriminado da sua arma, o direito a ser loiro e a usar clara de ovo onde mais o desejar, o direito sair de casa a qualquer hora nem que para isso tenha que utilizar a janelad casa de banho quando a porta da rua esta encravadinha. Devias lavar a boca quando falas do teu primo. Tu fazes parte da canja dele. Ele esta presente em todos os eventos dignos de memória deste lugar desde 1914. ele foi o primeiro a não ir à guerra de 14-18 em defesa das colonias. Eu diria mais um martir vivo a juntar a todos aqueles que quinaram nestas ruas. Que guiga meu, cuspir no prato onde tantos já comeram. Sem comentários. Vou recolher-me ao meu cantinho e continuar a chorar por este martir que devia ser crucificado de cabeça para baixo em homenagem ao nome que carregas no teu certificado de existencia. um bem haja a todos e desculpem os eros otograficos mas estou mesmo nervoso com tanta injustiça e tudo por um jornal o qual devias ter guardado religiosamente na tua mesinha de cabeceira bem ao lado da foto do pápa Pio XI que tanto preservas à tantos anos. Tenho dito

nuduart disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
canjas disse...

Ok primo Galo! Vem tu pra cá fazer o que estou a fazer e eu vou para aí fazer o que tu tás a fazer! Nem uma semana aguentavas aqui, álias, já estou como o Zé David, tu pra trabalhares aqui tinhas que pagar!

Dr.Lux0 disse...

Fod@x! Bili, tu tás a "dar-le" bem!!!!

Já pensaste dedicar-te à escrita? Tu para inventares tás lá mesmo!!! Heheheh.

És tu e o Galo...

Anónimo disse...

O enviado "espacial" do Ecos do Amial no Brasil ta lha dar.

Ganda Galinhas

abraço

ass: Filipe (£€RR@)

canjas disse...

Galinha: "Não sei se é por estar longe, se é o blog que está com problemas, mas eu não consigo escrever nele directamente."

E que tal aceitares o convite pra pertenceres ao blog? Estas tecnologias...