terça-feira, fevereiro 08, 2005

EB - Fruta, Favelas e Índios

Falemos do Nordeste brasileiro por pequenos tópicos, maneira menos enfadonha de escrever e ler.

I-Fruta

Há vários tipos de fruta, ambos comestíveis. Vamos falar dos menos importantes, que são os de mastigar:

Cajá
Graviola
Acerola
Pitanga
Jaca
Jenipapo
Imbu
Açaí
Saputi
Seriguela
Tamarinda

Parece a constituição da equipa angolana do Benfica de Cabinda. Na realidade são frutos. Uns já comi, outros não. Uns dão tesão, outros fazem os colhões parecerem bolas de ténis, outros servem para abortos. Se tomares aquele a Cuca não vai lhi pegá. And soyone, and soyone. São mais que as mães.

II-Favelas no Recife

Nomes curiosos, estes:
Entra-a-pulso - certamente porque a polícia só entra ali com alguma dificuldade.
Ayrton Sena - esta tem esta designação porque a favela se situa próxima da
Avenida com o nome daquele antigo jogador de futebol.
Milagre - Será porque sair vivo dali é milagre?
Hora de Fogo - Valerá a pena comentar?
Coque - com jeito seria coqueiral
Moribeca Rua - ?

III-Frases e expressões nordestinas

Quando vierem aqui ao Nordeste, seja fazer praia, ver o Carnaval de Olinda (cuidado, muito cuidado), fazer turismo sexual ou simplesmente visitarem o Galinhas é bom que saibam algumas expressões, frases e gíria. Aqui vão algumas úteis:
Vamu mitê? - vamos meter, ou, melhor, vamos fazer amor?
Pegar o beco - basar, fugir
Tô ligado - estou atento
Vai encarar? - vai enfrentar?
Detonado, arrombado - todo fodido

IV-Índios

Em Pernambuco existe uma aldeia de índios, a única deste Estado. Os Fulni-ô vivem em Águas Belas, no Agreste nordestino. Nessa pequena cidade vivem também brasileiros de 2ª categoria, que são todos os que não são índios, digo eu. Mas a realidade é que os meus olhos viram uma aldeia de índios de muito fraca qualidade. Os índios vivem em casas de tijolo, com janelas e portas. Índios farsolas. À noite é imprudente entrar na aldeia deles. Ainda mantêm alguns rituais, como o ari-curi, que eu não sei o que é. Sei que comprei uma lança e um arco e seta aos índios por tuta e meia. Vestem-se com roupa como nós e andam de moto, como também alguns de nós. É caso para perguntar: cadê os cavalos?

Pra terminar, um desafio: quem, muito conhecido, se despedia do seguinte modo? "Despeço-me com amizade, até ao próximo domingo". Quem era, quem era?
Ofereço uma semana de estadia aqui no Recife a quem souber a quem me refiro.
A viagem pagam vocês. Queriam tudo não? Ora, ora...

Pedro Galinhas

7 comentários:

Dr.Lux0 disse...

Ayrton Senna - Jogador de Futebol?
Duh!

LOL

:P

Mephysto disse...

Para sua informação meu caro Imigra, a personagem televisiva a que V. Exa. se refere, era nada mais nada menos que o saudoso Eng. Sousa Veloso, do extinto programa "TV Rural" inspirador de carreira de pelo menos um conhecido Engenheiro da nossa praça.
Agora vamos ao que interessa, venha de lá essa semanita de férias, que eu estou muito necessitado.

Dr.Lux0 disse...

Boa Nando!
Anda lá Galo, chega-te á frente!
Hehehehehe

nuduart disse...

Boa malha, anda galinha, paga o que deves!

Anónimo disse...

quem dizia essa merda era o Luis das malhas ao fugir da Rua Engº Carlos Amarante, depois de vender umas gramolas e ir passar a semana a Monçao.......como sempre

Galinha....tou contigo..embrulha a piça em plastico e aluminio pra não apanhares com a Sida...aeeiiuehauiheauehhaieueahuie

Tó Sardinha

Anónimo disse...

em plástico e alumínio?????? fodax!!!!
as gajas ficam todas arranhadas, lol!!!!

Anónimo disse...

Mephysto ganha prémio!!!!

Nome curioso, este. MEPHYSTO. Figura mitológica da antiga Grécia? Rei Azteca de triste sorte? Esperemos que o senhor que usa esse nome o saiba explicar.
De qualquer modo esse senhor ganhou, e é bom que fique bem claro, ganhou uma estadia no Brasil, sim.
Esse senhor, já pré-cota, de cultura acima da média, sabia que o Eng. Sousa Veloso, que falava no seu pugrama de couves e porcos, de grelos e vaquinhas, de nabos e cenouras, e que por isso não fodia as sondagens ao Professor Salazar, tendo por isso podido apresentar o seu TV Rural por mais de 25 anos, dizia a famosa frase " despeço-me com amizade, até ao próximo domingo".

O Eng. Sousa Veloso foi também aceite depois do 25 de Abril, porque a reforma agrária então em curso viu nele um excelente agente de informação e formação, apesar do alto índice de alfabetismo dos nossos agricultores: 16 por cento!(número atirado à sorte, mas que não deve andar longe da realidade).

Agora os pormenores da estadia. Uma humilde vivenda, a 5 minetes da praia serve?. Pois este vosso amigo é o proprietário da dita casinha e como tal recebe com todo o prazer, e pelo tempo que desejar, o afortunado Mephysto, seja ele Montezuma Mephysto, morto por Cortez no início do século XVI seja ele Anatolis Seitaridis Mephysto, cidadão ateniense do século V a.c, seja ele Fernando Mephysto Oliveira, figura carismática da nossa praça.

Agora um recadinho, em jeito de farpa, ao senhor Mephysto: ganhaste o ovo kinder, agora vais ter que o abrir!

Despeço-me com amizade, até ao próximo Eco.


Pedro Galinhas