quinta-feira, dezembro 29, 2005

O Culpado...

Antes de começar a falar do assunto que me traz aqui, aproveito para parabenizar a nossa conterrânea Fatima Torres, pelo seu punhado de primaveras (não se diz a idade de uma lady!) e pelos 2 "rebentos" lindos que tem. Parabéns Fáti!

Este post refere-se ao Futebol AMIALENSE.

O que me traz realmente aqui foi uma conversa de messenger em que alguém sugeriu que o desestabilisador da equipa d’Os Falta Saber Quaisé (Os F.S.Q. , abreviando) é o Sancho Bombas (do qual passo a mostrar uma foto).

Nessa conversa, afirmações como “O gajo tá gordo” ou “Quando começa a correr desequilibra-se para a frente por causa da barriga e não atina com a pontaria” ou mesmo “e quando está à baliza fica com medo que lhe acertem um estouro na barriga e se esvaia em merda, por isso é que se encolhe todo” ou ainda “a PDI (aka Puta Da Idade), o zapping e o mapling não perdoam…” demonstram alguns dos pensamentos gerais dos jogadores em particular. Estas acusações graves, que podem dar azo à abertura de um processo criminal nos autos da barca do inferno, devem ser contestadas e fundamentadas pelo próprio e pelos demais.
Mas sabendo que no anterior jogo aqui relatado ele faltou à convocatória e Os FSQ empataram a 8 bolas, e sabendo ainda que todos os outros - que eu tenha jogado - foram derrotas (estando ele presente), pode-se concluir que realmente ele não traz nada de novo à equipa, muito pelo contrário.
O último jogo acabou com nova derrota d’Os FSQ frente aos fantásticos Kinjajero… Nos Dias Bons (KNDB) por 7-4 (se a memória não me engana). Esse jogo fica marcado pela desistência de alguns elementos da equipa Os FSQ no período complementar de 10m, por discordância na marcação de uma falta que me pareceu (está sublinhado) ter sido mesmo falta.
Nesse jogo o nervosismo d’Os FSQ mostrou-se nas várias discussões entre o Sancho Bombas e outros elementos da equipa. Está lançada a confusão e este post servirá para fundamentar (ou não) a minha opinião baseada em bitaites de outrem.
Neste momento já chegou ao fim nova jornada da qual ainda não estou a par do resultado, pelo que agradeço que mo-lo-coloquem aqui.

quinta-feira, dezembro 22, 2005

E assim vai passando mais um e ....

Desejando a todos,

nesta quadra

Natalícia,

votos de um

SANTO e

FELIZ NATAL,

na companhia de

FAMILIARES e

AMIGOS!

Que 2006 seja mais próspero que 2005...!

UM CASAL...5 HORAS...50 EUROS...

Entraram em minha casa eram oito e meia. O casal parecia simpático e discreto. Durante o serviço reparei que ele era bem eficiente e que estava ali para cumprir e não para despachar. Ela era mais do género submissa. Ele mandava e ela fazia, sem ondas, sem gritos, com muita naturalidade. Ao fim de 5 horas estavam de partida. Perguntei quanto era. Cinquenta euros! Já não se usa...um casal, 5 horas, 50 euros?!
Para me montarem os móveis dum quarto?
Interroguei-me logo o quanto pagaria, se fosse em Lisboa....couro e cabelo, claro!

terça-feira, dezembro 20, 2005

PODEM ATÉ NÃO ÇACREDITAR...

Mas eu hoje fui ao Jumbo Maia e no regresso, já no elevador, irritei-me com a quantidade de compras e dei um chuto no saco que estava no chão e que teimava em não entrar no elevador, quando logo em seguida me apercebi que era o saco dos ovos.
O chuto acalmou-me e pensei que "logo se veriam os estragos". E depois, quando fui verificar as baixas de ovos até levava um outro saco para tirar os que não se tinham estragado.
Nem um partiu! Apenas um rachou e nem saiu a meita lá de dentro.
Enquanto acontecia magia lá por casa, o Norton, depois de enfardar, lá basou de Setúbal. Se tivesse ganho, seria assim? Duvido...ficaria, a prolongar o martírio. E mais...o Setúbal não é a melhor defesa da Europa, como dizem por aí. É a menos batida, o que, nem de longe nem de perto, quer dizer que é a melhor. Mas querem atirar areia prós olhos de quem?

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Já sabemos quem é o anónimo!

do Lat. anonymu < Gr. anónymos, sem nome
s. m.,
aquele que não escreve o que assina;
adj.,
sem autor de nome , que não é assassinado;
diz-se da sociedade unipessoal que é representada por vários títulos.

Chegámos à triste conclusão, que:

- se anónimo é aquele que assina o que não escreve, então o gajo não é lá muito bom da pinha!

- O gajo tem a mania da superioridade, pois além de nunca correr o risco de ser assassinado por um autor famoso, ainda é representado por vários títulos!

Tudo me leva a crer, apoiado no meu fiel colega "Deco do Amial", que o Anónimo é... *


*- por motivos de ética profissional, não somos autorizados a revelar nomes, moradas ou extractos bancários!

Pedimos desculpa pelo tempo dispendido ao ler este post.

Parabéns HERLANDER!

Mais conhecido por Nando ou
FERNANDO: "Significa ousado e indica um batalhador incansável, que actua por impulso mas leva até ao fim tudo o que começa. E quase sempre consegue resultados positivos. As ideias inspiradas e o amor à liberdade são outras das suas características mais marcantes." in "Significado e origem dos nomes"
Do inglês FERDINAND - "Possibly means "ready to journey" from Gothic fardi "journey" and nand "ready". This was the name of several rulers of Spain, Portugal and the Holy Roman Empire. Also, the Portuguese explorer Ferdinand Magellan was the leader of the first expedition to sail around the earth." in "Behind the name"

Só é preciso é começar... ;)

Grande abraço de felicidades em nome dos amigos do Amial

segunda-feira, dezembro 12, 2005

FUTEBOL AMIALENSE NA VANGUARDA

"As novas tecnologias chegaram ao nosso futebol. Poderão não ter reparado os menos atentos, mas, já depois de terem sido utilizadas sofisticadas câmaras de filmar e máquinas fotográficas digitais última geração (ultimate generation) para documentação dos nossos jogos, no último fim de semana foi utilizado um PDA para se registarem as estatísticas do jogo. A primeira experiência terá sido positiva, embora a ideia não totalmente realizada. Terão sido registados apenas os golos porque o ajudante Ratola não cumpriu as suas funções, mostrando-se muito agitado e desatento aos lances. Apenas os golos ficaram registados, graças à moura Cristina, autora do projecto.
O nosso futebol está na primeira linha do futebol mundial, pelo menos em relação às novas tecnologias.
Eu propunha também um detector de gás mostarda, a utilizar no terreno, quiçá nas cuecas de alguns jogadores, porque existe pelo menos um jogador que solta armadilhas cheirantes durante os desafios, com o claro intuito de prejudicar o adversário.
Como não há bela sem senão, de lamentar o aumento da utilização do doping, quer na forma de coisos, que até de químicos, aqui já referidos.
Quanto ao jogo do último Sábado, que terminou com um empate (8-8) apenas uma ou duas frases para caracterizar a actuação de cada jogador:
NÓS
Orelhas-está cada vez melhor, este pequeno diabo: marca golos e até já finta! fantástico!
João- muito bem, equilibrado, apenas abusando do chuto pra frente, à espera que o galinhas resolva.
Machado-o Deco do Amial, um desiquilibrador nato.
Fausto-Muito bem a atacar, muito mal a defender.
Galinhas-Um perigo constante. De cabeça é um jardel pequenino.
Chico Pimenta-está mais solidario, mais jogador de equipa. Melhor no passe e a utilizar melhor o factor inteligência. Muito bem.
ELES
Carolo- Muito bom na baliza e a organizar o jogo da sua equipa. Empurrou-a para a frente.
Canja- Esteve muito bem na condução, organização das jogadas. Muito interventivo e bastante eficiente.
Mocho- Mais conclusivo do que o costume, esteve ao nível dos colegas, no empenho e eficiência, no jogo de equipa.
Nuno-Este jogador corre mais que a bola, mas tem muita energia e motivação. Esteve bem nos ataques á baliza adversária.
Berto-de vez em quando joga melhor do que o costume, e joga bem. Sempre mole a defender, muito bem no ataque e no remate.
TRES NOTAS FINAIS
para o Bombas, que falhou pela primeira vez: não apareças mais que não fazes cá falta....ehehehe..
Outra para as novas regras: muito oportunas, ambas, quanto a mim. A dos lançamentos à mão veio dar mais acção ao jogo; a do atraso ao guarda-redes também. De louvar os seu mentores (Galo e Canja).
E só falta ganhar hoje em Setúbal e está tudo em ordem..."
esgalhado por pedro galinhas em 12-12-2005

editado por dr.lux0 em 13-12-2005

Aproveitando o post do Galinhas para não sobrecarregar as novidades, e porque o tema é o mesmo, passo a palavra a mim... ou a imagem:



Antes que comece a comentar a respectiva, aproveito para felicitar o Amialense recém-papá que faz aninhos neste lindo dia 13 de Dezembro:
PARABÉNS PRIMO NUNO!!!!

Felicidades para a nova tarefa da vida, e que contes muitos mais!

Voltando ao assunto em questão;
No sábado passado houve mais um encontro entre 2 famosas equipas de futebol do Amial.
Por um lado jogavam Os Falta... Saber quaizé, com uma equipa agressiva e vocal, e com elementos vindos dos subúrbios portuenses. Por outro lado, Os Kinjajéro... Nos dias bons, tentavam manter a sua invencibilidade, com uma equipa sui-generis, uma mescla de indivíduos formados ou não, com as suas quezílias naturais com a vida e os demais.

Características principais:
Os Falta... Saber quaizé
Anjo Canjo – De anjo só se for ojólhos pois usa e abusa de palavreado menos póprio. Graças aos tendões d’Aqueles, fica aquém do que pode e não pode mais. Cuidado ao fazer-lhe cargas de ombro! Podem partir-lhe uma asa...
Adal Berto – Ele só veio ver A Bola e ficou pra jogar. Joga com pés mas por vezes esquece-se da cabeça. Sangue na guelra, mas um pouco coalhado...
Kid Mocho – Procurado em vários estados (de embriaguez) alia o tiro, a movimentação e o saber ao roubo de bolas (de berlim). Cuidado com ele que está sempre de olho aberto (quaizé o olho?).
Chimpa Nuart – Salta para um lado e para o outro, mas revira ojólhos de vez em quando. Não lhe falta força (na verga?), mas joga com as 4 patas...
Moizé Caroço – Abre os "mares do campo" com o seu vozeirão, que por vezes chega a irritar os da pópria equipa (e os adversários também!). Tem visão e organização, mas falta-lhe calma para levar a arca ao Noé.

Os Kinjajéro... Nos dias bons
Coelho Orelho – Pequeno, rápido e saltitante é este amigo roedor. Rói a paciência ao adversário com a sua tática de desprezo sádico. Tá lá prás curvas e prás rectas, sempre em curva ascendente.
Tony Martinez – Tende a apoiar-se nos seus exitos passados, mas águas passadas não movem moinhos. A farta cabeleira roxa, é só pra disfarçar. Continua com a sua voz-canhão.
Macha Racha – As rastas aliadas ao THC conferem-lhe altos voos nas defesas. Pena faltarem os fotógrafos... O sarro acumulado ajuda a colar-lhe a bola aos pés.
John Sempelo – Tem licença para os jogos mas pouco mais. A nicotina deformou-lhe os dentes e os pulmões também não são os mesmos. Esforça-se quando pode e tenta não sarrafar, mas de vez em quando...
Rasta Pimentão – A pimenta subiu-lhe à cabeça e às rastas e tenta organizar, mas nem sempre consegue. Deverá ter lições com o Moizé Caroço? Deixo ao vosso critério.
Super Carcarejo – Os ossos com platina têm as suas desvantagens, deixam as suas marcas e tiram virilidade, mas está lá para ajudar, com os seus remates maizómenos certeiros e as suas cabeçadas estrangeiras (já vai pó segundo inter-continental!!!).

O jogo acabou empatado 8-8, mas com direito a desforra no próximo sábado às 18h.
Adal Berto e Super Carcarejo destacaram-se com 3 tentos apontados, cada um.

Agradecimentos à Tina-Leva-Os-Putos-Pó-Barraco-Qu’aqui-Vai-Haver-Paulada, pelo seu esforço nos apontamentos estatísticos.

A assistência está com melhorias mas, graças aos excessos e às sandes, aconteceram algumas expulsões. Não é que o Julinho Petrolina entrou a gritar SLV, com uma lata de super-vock na mão, no bar do recinto desportivo? O Zé Noites, que estava ao balcão, meteu veneno nos auriculares do dono, e o gajo não foi de meias medidas. Tungas! Julinho prá rua!
O Petrolinas "deve de ter" pensado: "O Filho-da-puta do dono é andrade, caralho! De certeza!"
Hehehe.
Ass: O Dr.Lux0 (mas ainda não sou o Gonzalez!)
Hasta

sexta-feira, dezembro 09, 2005

COMO É, MEUS AMIGOS?...

Diz-me a experiência de vida (30 de futebol e 7 de praia) que não devemos fazer declarações nem interpelações aos adversários no final dos jogos, pois que nada de positivo dali sairá. Passaram já umas horas do jogo de quarta-feira, meia noite, e como tal poderei avançar para algumas reflexões sobre esse acontecimento em particular e os jogos que disputamos em geral. Existem dois meninos que recorrem a uma palavra de forma continuada, além dos habituais fod...e car....e ainda do pu...que pariu, que aliás todos empregamos de modo generoso. Essa palavra é "falta". Pois é. Menino Canjas e menino Chico Pimenta usam essa palavra mais do que o bom senso aconselha. Esta é a minha opinião: metade das vezes não há falta e levar uns toquezinhos de quando em vez também não é nada do outro mundo, até porque ali não se pratica um futebol propriamente viril. O Canja é um homem já fustigado nos seus tendões, mas nada que tenha que ver com entradas de adversários. A mim já me partiram um pé a jogar e não vai ser por isso que me vou queixar cada vez que me derem um toquinho. Quanto ao seu Chico Pimenta, corroboro do comentário do Bombas (desculpa lá ó Bombas): o Sr Chico Pimenta quando perde a bola, sem perceber como, recorre à palavra "falta" sem medir o que realmente aconteceu.
Vamos lá ser moderados, meus senhores. Estão a contribuir para a descridibilização dos nossos jogos; para quem se queixava de tanto enconanço do adversário e ter querido aplicar a regra do atraso ao guarda-redes, está agora a contribuir para que se perca muito tempo com coisas destas. Além disso, senhor Canja, tenho-lhe a dizer que por duas vezes no último jogo o vi a chutar para longe, com raiva, bolas que já estavam fora, e em seguida queixar-se por se demorar mais uns segundos nos lançamentos ou substituições.

terça-feira, dezembro 06, 2005

PARABÉNS "AGRÓMINOS"!!!!

Em nome do Amial e dos Ecos do Amial, queria aqui deixar os votos de parabéns e felicidades ao nosso Engº, amigo e vizinho Pedro Alves.
Que contes muitos e que nós todos nos encontremos vivos para te felicitar.
No futebol tás como o vinho do porto: Quanto mais velho melhor!!! Hehehe.

Aproveito para comunicar que uma moura e futura amialense também fez anos no passado dia 1 (Parabéns baby!) e que a minha Avó materna (Alice) completou a linda idade de 97 primaveras ao serviço da humanidade no passado dia 3!!! Apesar de não ser muito educado revelar a idade de uma senhora, estes 97 lúcidos anos só servem para mostrar que a água do amial, apesar de inquinada, também conserva! ;)

Parabéns atrasados às duas.

segunda-feira, dezembro 05, 2005

Poizé!


Posturas em jogo! Posted by Picasa

Vejam bem, estas posturas e tirem as respectivas erecções!

1ª imagem- Vomvas, o gajo já não estava bem pois colocaram-no à baliza, teve diversos momentos de fúria, tentou agredir jogadores, tentou marcar, tentou sofrer faltas... mas ficou-se pelas agressões! Marcar golos, já não faz parte dos planos deste senhor!

2ª imagem - Engº, incrédulo mas confiante, esgalhava uma forma de os comer...

3ªimagem- Apanhado com a boca na botija, tentou de diversas formas subornar os elementos que fizeram parte da equipa adversária, note-se o estado avançado de dopping, neste momento imaginava-se a arrastar 2 adversários pelos colarinhos, "brexin, não mata mas alivia!"

4ªimagem- Canja e Mocho, delineavam estratégias de combate, canja apenas dizia: - Mocho, só tens de me passar a bola, eu vou para a mama...
- Claro, claro, Oh Nuno, vai para o lado direito! (mocho convicto que a garrafa de oxigénio estaria dentro do prazo de validade)!

5ª Imagem- Pimenta, o terror da pequena média grande área a descair para o meio campo, discutia com Vomvas, se seria a relva em avançado estado de decomposição, ou se teria mesmo sofrido uma grande penalidade, ao que se viria mais tarde a apurar, teria toda a razão! Pimenta, levaste mesmo uma pantufada a sério!

6ª Imagem- Nuno desatina e desmoraliza, pois de chinelas é impossível marcar golos, cabisbaixo, apenas faz faltas consecutivas a maxado que tenta mostrar o que sabe...

Fotografias gentilmente cedidas por: Canideo!

AFINAL AINDA HÁ MILAGRES...

É comum, hoje, ouvirmos-ou até dizermos- a expressão "já não há milagres". Na verdade, a ignorância e os milagres andaram sempre de mãos dadas e é natural que os milagres tenham em parte desaparecido, porque estamos numa sociedade melhor informada, e que, convenhamos, vive melhor do que há 50 anos.A tendência dos milagres é, por isso mesmo, baixar cada vez mais.
Existe outro tipo de milagre, e nesse eu acredito: é o milagre da ciência. O milagre da ciência permite, por exemplo, que doenças outrora só curáveis por milagre divino, estejam erradicadas do mapa das doenças, pela toma de uns comprimidos ou umas gotas maravilhosas.
Eu tive acesso ao milagre! Eu conhecia o milagre mas tinha-me esquecido dele. Agora eu quero milagres todas as semanas. E porquê? Que milagre é esse? Há quem mais o conheça e me fale dele de vez em quando, e a ele eu agradeço ter-me falado dessa pequena maravilha em forma de comprimido- o BREXIN. Pois meus amigos, o BREXIM é um analgésico, anti-inflamatório de poderes mágicos, qual poção da aldeia gaulesa. Dores? Queixas antes, durante e após jogo da bola? Hã? Nada...é um verdadeiro milagre que um qualquer laboratório (que se calhar até polui pra caralho) faz. No tempo de Fátima, 1917, não havia BREXIM e as dores eram muitas e a necessidade de milagres era alta.
Cavaco? Soares? Jerónimo? Louçã? Alegre? Para que preciso deles quendo tenho o BREXIN?