quinta-feira, dezembro 29, 2005

O Culpado...

Antes de começar a falar do assunto que me traz aqui, aproveito para parabenizar a nossa conterrânea Fatima Torres, pelo seu punhado de primaveras (não se diz a idade de uma lady!) e pelos 2 "rebentos" lindos que tem. Parabéns Fáti!

Este post refere-se ao Futebol AMIALENSE.

O que me traz realmente aqui foi uma conversa de messenger em que alguém sugeriu que o desestabilisador da equipa d’Os Falta Saber Quaisé (Os F.S.Q. , abreviando) é o Sancho Bombas (do qual passo a mostrar uma foto).

Nessa conversa, afirmações como “O gajo tá gordo” ou “Quando começa a correr desequilibra-se para a frente por causa da barriga e não atina com a pontaria” ou mesmo “e quando está à baliza fica com medo que lhe acertem um estouro na barriga e se esvaia em merda, por isso é que se encolhe todo” ou ainda “a PDI (aka Puta Da Idade), o zapping e o mapling não perdoam…” demonstram alguns dos pensamentos gerais dos jogadores em particular. Estas acusações graves, que podem dar azo à abertura de um processo criminal nos autos da barca do inferno, devem ser contestadas e fundamentadas pelo próprio e pelos demais.
Mas sabendo que no anterior jogo aqui relatado ele faltou à convocatória e Os FSQ empataram a 8 bolas, e sabendo ainda que todos os outros - que eu tenha jogado - foram derrotas (estando ele presente), pode-se concluir que realmente ele não traz nada de novo à equipa, muito pelo contrário.
O último jogo acabou com nova derrota d’Os FSQ frente aos fantásticos Kinjajero… Nos Dias Bons (KNDB) por 7-4 (se a memória não me engana). Esse jogo fica marcado pela desistência de alguns elementos da equipa Os FSQ no período complementar de 10m, por discordância na marcação de uma falta que me pareceu (está sublinhado) ter sido mesmo falta.
Nesse jogo o nervosismo d’Os FSQ mostrou-se nas várias discussões entre o Sancho Bombas e outros elementos da equipa. Está lançada a confusão e este post servirá para fundamentar (ou não) a minha opinião baseada em bitaites de outrem.
Neste momento já chegou ao fim nova jornada da qual ainda não estou a par do resultado, pelo que agradeço que mo-lo-coloquem aqui.

14 comentários:

bombas disse...

Sinto-me lisongeado por se darem ao trabalho de me criticarem. É sinal que ainda resolvo (qual Liedson) pela positiva ou pela negativa. Como é obvio, não sou o Bombas daquiátrasado mas dentro de campo tento dar sempre o meu melhor e suo mais do que alguns falam, e claro, dou tudo por tudo para não perder mas sempre salvaguardando a integridade dos adversários.. E a mim pouco importa o que os outros dizem. Eu quero é jogar à bola e enquanto puder e for convocado, é o que vou fazer.
Os tempos passam por todos. E quem sempre foi medíocre ou suf menos não é agora que vai ser suf mais ou medíocre mais. Notam-se é mais, pois os que in antes se distinguiam pela positiva, agora, estando em baixo de forma (a vida pacata a isso os levou), são tão merdeiros como os que já o eram.
E se eu desci de forma é porque tinha subido noutros tempos. Quem nunca passou do résbés campo d'órique é que não pode descer mais do que isso.
Tenho dito.

bombas disse...

Já agora e isso é que interessa...
PARABÉNS FÁTI...
BEIJINHOS DO BOMBAS E FAMÍLIA...

bombas disse...

claro está que é lisonjeado e não como escrevi em antes...
é que fiquei cego com o poster..

Anónimo disse...

Foda-se! O gaijo tá gordo? Isso não se diz do pior inimigo. O tal que comeu o cu à melhor gaija da escola.
O vonvas tá gordo? E o canjas, tá magro? E o dr. luxo alguma vez na puta da vida saberá dar uns toques no caralho da bola?
E o galinhas?
E o caroço?

nuduart disse...

PARABÉNS MANA!!!! cof cof (fiquei com a garganta arranhada após ter gritado parabéns, à minha maninha linda!


Quanto ao resto, meus amigos, ontem praticou-se futebol da mais alta qualidade! Apesar de termos perdido, alto era o animo da equipa derrotada, sim, jogámos à bola, ao contrário de alguns CROMOS DA BOLA JÁ SEM COLA NA PARTE DE TRÁS, que passam o jogo a correr de trás para a frente e versa vice e ainda se dão ao LuXo de imaginar que a baliza afinal havia era de estar descaída pelo menos uns 4 metros para a esquerda. Piada tem quando ainda enchem as guelras para se acharem um Pantorras...Amigos, não somos prós, apesar de termos perdido, vocês finalmente perceberam, O VOSSO LUGAR É À DEFESA!!!

Perdemos, mas sinceramente: VOCÊS NEM ÁGUA BEBEM!!!!

Anónimo disse...

Olá. Nunca escrevi num blog, nem sei se se deve escrever "olá" ou não, mas já está.
Obrigada por tudo. Estão convidados a irem logo lá a casa comer bolo. Beijinhos, Fátima.

P.S. eu faço parte da legião que lê sempre o vosso blog.

Anónimo disse...

Olá. Nunca escrevi num blog, nem sei se se deve escrever "olá" ou não, mas já está.
Obrigada por tudo. Estão convidados a irem logo lá a casa comer bolo. Beijinhos, Fátima.

P.S. eu faço parte da legião que lê sempre o vosso blog.

Anónimo disse...

Parabéns Fáti!!!!
Muitos e muitos anos de vida...
Beijinhos
Teresa & Miguelito

max disse...

eu já liguei.. eu já liguei....

Parabéns Fati!

Anónimo disse...

não percebi um caralho. o hax anda de má qualidade. a erva fode-me o gargomilo. afinal, panascas de merda, joga-se à bola, ou coçam os quilhões?...
Quem foi o fdp que inventou estas paneleirices das letras para postar como "anósimo"?

Pedro Galinhas disse...

Prefácio: Parabéns Fátima.
1-Introdução: Eu, com tanto jogador bom, até ía à Seleçón
2-Bombas, um mito em ascenção
3-Não ganha quem quer, ganha quem pode
4-Conclusões
5-Anexos

Vou tentar ser breve, apesar de tanto ponto pra tratar:
1-de facto, no último jogo, a equipa que tem ganho os últimos talvez 10 jogos (com excepções de um empate e uma derrota), e perante a ausência de dois elementos preponderantes (pelo menos no campo técnico e baliza, a saber João Martins e Machado (já para não falar no sempre inspirador-de-algum-receio-ao-adversário, o desconcertante e táticamente irrepreensível LuXO, que está cada vez mais jogador de equipa, diga-se), perante as referidas ausências, dizia, a equipa foi obrigada a defender, até pelo poderio físico do adversário, e tentar a sua sorte em bolas para a frente ou ataques-relâmpago. O que é certo é que, mais uma vez prevaleceu a inteligência, a matreirice (no bom sentido), o savoir-faire que só a idade permite. Repare-se: Galo, 37 anos; Orelhas, 42(?), Carolo 39 (?), Chico Pimenta 30 (?); Fernando 39(?). Não brinquem comigo! Não sei se no Lar do Comércio aceitariam um jogo contra nós, tão velhos somos!
Do outro lado os "putos", cheios de ginga e tesão, mas sem saber manusear o instrumento (bola) como ela merece ser tratada, não com objectividade, pelo menos.
2-O Bombas foi abaixo, como todos nós. Nesta altura difícil, até porque está ilisionado, não creio que seja de bom tom deita-lo abaixo, evidenciar características que fazem dele um mau jogador de bola, como a falta de serenidade, a fraca inteligência ou a pontaria desafinada. Creio que deveremos estar do seu lado e dar-lhe um grande abraço, uns miminhos, elogiá-lo, sobretudo elogiar a excelente arbitragem que fez. Até sugiro que ele se mantenha na arbitragem e seja o novo Colina. Se não quizer ser Colina, pode ser Morro, não será por aí.

3- Não ganha quem quer, ganha quem pode é a frase-mestra. O que é que interessa num jogo? Não sofrer e marcar, ou ainda, marcar mais um que o adversário. Não me venham cá com exibições de encher o olho, porque porque na maior parte das vezes nesse campo as coisas são até equilibradas. E para me encher o olho é preciso que eu queira (ihihihihih). Em suma, vocês não podem ganhar jogos, não com estas equipas. Querem, isso querem, mas poder é uma coisa completamente diferente.

Conclusões:

O futebol, o Ecos do Amial, e ainda outros que tais, têm uma função social muito importante. Eles são nossos criados, nossos instrumentos, deles nos servimos, quer para nos divertirmos, convivermos, extriorizarmos, exorcizarmos, entre outras coisas acabadas em "ona ou "ito".
O que seria de nós sem o Ecos do Amial e sem os jogos da bola? Ou melhor, o que seria de nós enquanto grupo? Estamos a ficar como os lisboetas, a verdade é essa. Cada um no seu canto, cada um com os seus filhos, cada um com as suas vidas. Devemos portanto preservar os jogos da bola e este espaço e, eventualmente, promover outros semelhantes, que nos façam rir, passar bem o tempo, com os amigos e família, mandando bocas, picando, num ambiente democrático e são (que são?).

Pedro Galinhas disse...

Quiser é com "S", e não com "Z". Não façam isto lá em casa.Só pessoal especializado pode fazê-lo.

bombas disse...

Já que estamos nas correcções:
exteriorizarmos e não como escreveste.

Edith...

Agradeço as palavras de apoio, mas acho que foram proferidas mais com medo de levares nas fuças do que por me dares um balor...

E o meu futuro não passa por ser Colina nem Morro mas sim por ser uma Montanha (qual Everest)a jogar à bola... Hehehehe

Como disse Napoleão após a invasão da Normandia no dia D na Batalha de Narvarone:
Cuidande-vos que eu vou voltar...
Em francês: I will be back...

nuduart disse...

falaindes, falaindes, não sabeides o que dizeides! Se quiserdes mais, peidem!