domingo, fevereiro 06, 2005

Curiosidades Amialeiras

"Entre os bens do Cabido - assembleia constituída por uma ordem religiosa - da Sé do Porto no couto de Paranhos, contava-se o Casal do Monte Rico, também chamado Casal do Amial, de um campo deste nome que a ele pertencia. Em julho de 1875 foi dado o nome de Rua do Amial á artéria aberta em terrenos da Quinta do Agueto (agueiro, rego de água) ou do Mecha, em parte do lugar do Telheiro e da Quinta do Tronco. O topónimo originou-se na abundância de amieiros que em outrora por aqui haveria."



Amieiro

Alnus glutinosa Gaertn


O amieiro é uma árvore que atinge uma altura máxima de 35 m e raramente ultrapassa os 120 anos de idade. As suas folhas são redondas/ovadas, com 4 a 10 cm de comprimento e 5 a 8 pares de nervuras laterais. Os seus frutos são uma espécie de pinha, com 1 a 2 cm de comprimento. Os amieiros formam simbioses com os actinomicetos, que podem captar o azoto do ar. O lugar em que se produzem mais simbioses são as excrescências bolbosas das raízes, que podem alcançar o tamanho de um punho. Daí que o solo situado sob os amieiros seja rico em azoto. Em Trás-os-Montes são muito comuns na margem dos rios.


Excrescências bolbosas das raízes... O que é isto meus amigos? Excrescências? Bolbosas? Raízes?
Parece mais uma receita de xarope prá tosse, ou ainda uma poção alucinogénica de alto teor bolbónico!!!

6 comentários:

bombas disse...

Quinta do Agueto (agueiro, rego de água)...Os amieiros formam simbioses com os actinomicetos, que podem captar o azoto do ar....
haaa!!!!!Tá tudo dito.... Já sei de onde é que afinal a água do Amial aquela que vem tão enquinada que quem a consumiu, não escapou à sorte malfadada....
Já podias ter dito há mais tempo.. Não me custava nada gastar uns cobres em água do luso...Faço isso hoje neste fim do mundo onde moro...encho garrafas de água do luso com água da torneira que é para dar bom aspecto e para oferecer a quem é mais exigente... espero que esta água não esteja tão enquinada como a do amado bairro... cya

bombas disse...

quem é o gnu???
nuno caroço ou nuno vacongrelos??
ou nem nuno é??

Mephysto disse...

Venho por este meio expressar os meus agradecimentos a tão douto conhecedor da flora do nosso berçário, e aproveitar para lançar um repto ao Sr. Eng. Agronomo para que nos dê explicações complementares, por forma a que todos nós possamos divulgar convenientemente, e por todó mundo, quiçá (porque não?) por todó Universo e arredores, a flora do nosso cantinho. Uma vez que a fauna tem sido amplamente divulgada e discutida aqui neste mesmo local de expressão e divulgação da cultura amialense.

Dr.Lux0 disse...

A água não tá enquinada Bombas, o azoto é bom pás "hemorródias"!
O Gnu é o Max, aquele que anda por aí...

LoLy

Boudu disse...

eu gostaria de acrescentar que os problemas de azoto, ozono, gases volateis e mesmo gases de outra porveniencia que existem na nossa atmosfera amialeira à já alguns anos devem-se, grande parte, a certos sr. que se divertiam a dar "Peidos Falsos", alguns destes demasiado grandes para poderem ser reais. Alem de ficarem com selo na cueca durante trés quinze dias, contaminaram a flora do coqueiral bem como a propria flora intestinal. Houve mesmo alguem surpreendido que disse: " Foda-se Fausto, devias ir ao medico ver isso..."... Mas isto são historias de uma juventude perdida cujo dia era vivido com demasiadas incontineincias cerebrais...

Dr.Lux0 disse...

Ahahahaha! Não queres dizer quem é, e depois chibas-te! Porquinho. Olha lá, sendo eles falsos, não provocariam esses danos na "cambada do Ozónio".
Mas lembro-me prefeitamente, como se fosse hoje. O mais engraçado é que tu contribuiste para isso com o "ar", o compressor e o "póprio" local do crime!
Mais, selo na cueca não deixava de certeza!
E mais ainda... gostei da incontinência cerebral... L00000000000000000L

8======@