segunda-feira, novembro 07, 2005

UM CUMPRIMENTO QUE DIZ MAIS QUE MIL PALAVRAS...

Seguia eu o meu rumo, 8.30 da manhã, de motorbike, Rua do Amial acima (ou abaixo, nem sei bem), quando identifico duas pessoas, embora de costas, entrando para um carro. O maior, "cabelo raspadinho, estilo Ronaldinho", como dizem os "Chiclete com Banana" da Bahía, bem aprumado, estatura média-alta; o segundo, pequenino, com o capuz do Kispo a cobrir-lhe a cabeça, mais atrás, como que contrariado (como quem vai pra escola!)...
O meu instinto foi, en passant, dar um grande e estridente grito de cumprimento, que soou mais ou menos assim...UUUUUUUUUUHHHHAAAAAAA AHHHHHHUUUUUUUHHHHHHAAAAAAAA!!!!!.
O Lux0 virou-se imediatamente e respondeu....UUUUUUHHHAAAA AAAHHHHHUUUUUAAAAAAA!!!!
E ambos seguimos o nosso caminho, eu a rir-me que nem um perdido, ele não sei mas vou-lhe perguntar. As pessoas que assistiram ao estranho acontecimento sonoro devem ter imaginado que o tumulto tinha chegado ao Porto, vindo de Paris...
Pois, tanta merda pra dizer que àquela hora da manhã foi o cumprimento indicado, e que ajuda a enfrentar o dia com uma melhor disposição. Decerto que fortaleceu mais os laços de amizade entre os primos do que se tivessemos parado e trocado umas palavras idiotas e sem sentido, tal o fresco da hora.

UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA PARA TODOS!!!

4 comentários:

bombas disse...

Já arranjei galinhas...

UUUUHHAAAA PA TI TAMÈM.
e BIBA AS POMBAS....

Boudu disse...

UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA não pode ser levado com tanta indiferença ao ponto de merecer um pequeno comentário... UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA já foi grito de guerra, já serviu para dar inicio a muitas batalhas na nossa história. Lembro me em particular da batalha de S. Mamede em que os opositores ao regime assim saudaram os seus opositores. UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAA"UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA para ti" ao que tiveram a resposta "UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA também para vós". De notar que UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA teve anos de evolução desde os primórdios da humanidade. Começou por um simples uhuh que evoluiu para uhahuh e ao longo de não sei quantos mil anos de evolução chegou ao actual UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA. Lembro-me também da primeira vez que ouvi tal forma de saudar. Foi na rua de S. Brás (de notar S. Brás e S. Mamede, tem sempre santos ao barulho) que eu e o velho galinhas na altura teenager inconsciente reparamos num mongolóide que saudou a rua inteira com um estridente UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA. Penso mesmo ser este o primeiro ser a introduzir em Portugal tão delicada forma de saudar as pessoas. Outro grande evento onde é referida a utilização de um estridente UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA foi na quinta de Jós( nome que advêm do santo S. Jós, penso eu de que…) onde o Fausto, Galinhas e restante comitiva saudavam todos os que esperavam a saída dos tubos de Água. DE notar que todos os locais santos (S. Apolónia, S. Bento, S. Campanha, S. Tirso, S. Eulália, S. Comba Dão, S. Tecla e muitos mais locais santos do nosso país) em dada altura da sua história tiveram um estridente UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA. Hoje confirmou-se , mais uma vez, a importância de saudar alguém querido. A rua de S. Amial, santa por se situar na cidade santa do amial, onde habitam tantos santos, todos eles passando a vida a evocar o senhor( ai meu deus!!!! ai meu deus !!!! ai meu deuuuuuuuuuuus!!! Não pares!!! Não pares!!! Não pareeeeeeeeeees!!! UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA!!!!! UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA!!!!! UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA!!!!!) foi ouvido um estridente UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA emitido pela singular voz de Monsenhor Galinhas, tão alto e tão sentido que penso que se a minha tia não fosse surda teria ouvido aqui em casa. Um bem haja para todos. UUUUUUUHHHHHHHHHHHUUUUUUUHHHHAAAAAAA!!!!!!!!!!

Dr.Lux0 disse...

Só dá malucos, LoLL!
Galo, podes crer que me fartei de rir! Hahahaha. Aquilo foi tão instantâneo que só depois me lembrei dos vizinhos e rapidamente entrei no carro, LOL! Bons velhos tempos que um gajo não tinha (tantas) responsabilidades e nem se importava com (quase) nada.
Mas realmente foi o cumprimento indicado. Eu estava com pressa, tu estavas com pressa, dissemos tudo o que tínhamos a dizer naquele uivo estridente com uma sonoridade variada (qual mongólica!). Hehehe
Quanto a Paris e a França em geral, há muito a dizer, mas fica pra outra altura (ou noutras paragens...).
Bili, tu tás lá! HAHAHAHAHAHA!
Ganda Maluco!

=D
Keep going!

Dr.Lux0 disse...

"Arrecebi" um emílio que falava de um assunto do género e que chega a roçar algumas situações no Amial. Aviso já que não sou machista e isto não é nenhuma indirecta!

Duas mulheres encontram-se na rua:

Mulher 1: Olá, querida!!! Então cortaste o cabelo?
Mulher 2: Cortei amor! E tu nem imaginas com quem... o Antoine, aquele mago da tesoura.
M1: Maaaraaaviiilhooosooo. Ficaste 10 anos mais jovem. Essas madeixas, que giras! Vou mandar fazer igualzinho.
M2: É uma técnica nova de clareamento que ele trouxe de Itália. Imagina que...bla, bla,...
(Meia hora depois...)
M1: Então tá bom querida. Corre para casa que o teu namorado vai morrer de orgulho da mulher que tem.
M2: Ai amiga, adoro-te! Beijinhos!
A Mulher 1 sai a pensar:
«Esta vaca ficou mesmo ridícula! Será que ela não tem espelhos em casa? Não sei como aquele pão do namorado continua com ela.
Se houver uma oportunidade... dou-lhe em cima.»
A Mulher 2 sai a pensar:
«Esta gaja deve estar a morrer de inveja do meu visual. Ainda quer fazer igual, é preciso ter lata! Com aquele cabelo que parece arame farpado... Nem com implantes!»

A VERDADEIRA AMIZADE MASCULINA

Dois homens encontram-se na rua (Um deles sai do barbeiro)

Homem 1: Eh pá! Como é que é? Tudo bem chulo do caralho?! Foste à tosquia?
Homem 2: Não cabrão... fui só cortar as patilhas!
H1: Que merda de corte, pareces um paneleiro. Deves pegar de marcha atrás!
H2: É... mas a tua irmã gosta.
H1: Vá lá! ...Ah, e manda um beijo pra boazona da tua prima, ok?
H2: Vai-te foder, corno de merda! Não tens coisa pra ela!
H1: Bem, chau ganda boi.
Homem 1 sai a pensar:
«Este gajo...Tipo porreiro!»
Homem 2 sai a pensar:
«Cromo do caralho... É mesmo fixe...»