quarta-feira, abril 06, 2005

AQUI À TRASADO...

Aqui à trasado o Amial era uma realidade bem diferente do que o é hoje...cada realidade, ou a realidade de cada um, era comum, ou seja uma mesma realidade: todos fumavam chicharros no Largo, todos davam umas voltas de mota, todos iam aos jogos da bola, todos iam ao café da mila conversar e fumar cigarros uns atrás dos outros (ou cigarros dos outros), todos tinham namoradas-e-amanhã-já-não, todos se deitavam tarde. Era um grupo. Hoje tudo mudou, convenhamos. Tudo não..quase tudo...hoje está cada um no seu canto, tudo trabalha, tudo tem obrigações, horas para chegar a casa, filhos para dar atenção, às vezes uma foda na mulher, uns até moram longe, uns eternas teses de doutoramento para fazer...mas o que quer este gaijo com isto, perguntarão Vossas Excelências? Nem eu sei bem porque estou a escrever isto, mas o dolce fare niente dá-nos tempo para a filosofia. Porque isto é uma questão filosófica que se podia chamar..da realidade comum à realidade individual...ou.. " da boa vida de amialeiro parasita à dura realidade da vida"...????..ou ainda..." dos interesses comuns à alienação familiar"...ou da puta que o pariu ao caralho que o foda...olha...fica assim...quem quiser que fale...eu vou fazer alguma coisa...alguma obrigação, mas com prazer...com todo o gosto...por agooooora!

10 comentários:

Pedro Galinhas disse...

Não queria ser egocêntrico, mas o tempo permite que eu faça dois posters seguidos e que até seja o primeiro a comentá-los!!! Coisas nunca antes vistas. Vou até fazer de conta que sou outro:
Pois é galinhas, tens toda a razão, e eu diria mais. Em tempos idos um gaijo partilhava tudo: cigarros, chicharros, cafés, dinheiro, motas e até gaijas. Era a fase comunista. Depois veio a fase capitalista, onde é preciso comprar casa,equipá-la, trabalhar portanto, e já só partilhas o espaço com a família e já não emprestas a tua mulher a ninguém, o teu dinheiro é só teu, quem quiser que compre cigarros, tu tens os teus porque trabalhas, and soyone and soyone.
É um tipo de evolução. E para que fase nos dirigimos? Provavelmente para a monarquia, onde o sofá é o teu trono, a tua mulher uma serva, a televisão os teus torneios medievais e a tua piça o teu inimigo.

Ass: Vaz das Galinhas

Pedro Galinhas disse...

Pois é Galinhas, fazes a festa, deitas os foguetes, apanhas as canas. Esperemos é que nenhuma te rebente os quilhos.

Pedro Galinhas disse...

Foda-se!!! Já tenho 2 comments? Este texto é um sucesso! Estou orgulhoso.

Pedro Galinhas disse...

Beeeem Galinhas, beeeem!!

Anónimo disse...

dasse... aqui o gajo está mesmo mal. será da foto da gaja postada acima?

Dr.Lux0 disse...

Não percebo...
Vais pó Brasil, numa de rei, com tudo ao teu dispor, e estes comments seguidos revelam uma ansiedade e uma necessidade de te comunicares com os velhos amigos do Amial... Falta-te algo. Não prescindes dos amigos, e isso é bom sinal, mas ao mesmo tempo tás a precisar de um tratamento às virilhas, ai isso é que estás!

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!

iTeixeira disse...

atão? quem faz 4, dá a quinta comentada! não?

vai falando, vai ... tas é a pinar pouco nas mulas!
eh eh

aka IT

iTeixeira disse...

eu disse pinar!? perdão!

queria dizer estudar, as confusas coisas que aprendes ai onde estás, para tirar o mestrado!

uf! gfhfghgfhgybvyxytavrxxxxiiiiiiiii

(estou a tentar não rir!)

AH AH AH AH AH AH AH
AH AH AH AH AH AH AH
AH AH AH AH AH AH AH
AH AH AH AH AH AH AH

aka It

iTeixeira disse...

biba o galinha!!!!!!

aka IT

iTeixeira disse...

viste só de uma catrafada já tens dez comments!

aka IT